Dia do #SoftwareLivre no #TechDays em Aveiro – Reservem a data 14 Outubro

A ANSOL celebra este ano o dia do Software Livre, com a Comunidade DrupalPT, no Sábado, 14 de Outubro em Aveiro.

Estaremos durante a manhã no Auditório Amorim, onde irá decorrer um debate VIP, com convidados de diferentes setores da atividade, incluindo o setor Público, e se irá analisar as oportunidades inerentes à utilização de Software Livre nas instituições públicas.

À tarde, no Auditório Principal, e em conjunto com a comunidade Portuguesa de Drupal, começaremos com uma apresentação de Marcos Marado, presidente da ANSOL, sobre a ANSOL, o Software Livre, e a importância das comunidades de software livre. No mesmo auditório, a tarde prosseguirá com apresentações preparadas pela comunidade Drupal.

Mais info e mapa no site da ANSOL. Encontramo-nos lá? 🙂

sticker2013

Advertisements

Se o dinheiro é público, o código tem de ser público! #PublicCode #SignTheLetter

As entidades que constituem a administração pública têm, muitas vezes, de desenvolver software: um website, uma plataforma, uma aplicação, etc. O desenvolvimento desse software é pago com dinheiro público, dinheiro dos impostos de todos nós.

O problema é que a administração pública permite que esse software tenha uma licença de software proprietário.

O que é que isto significa?

Esse software, que foi pago por todos nós, não pode ser reutilizado, nem verificado.

Mas se uma entidade pública licenciar o código do software que desenvolve com uma licença de software livre ou de código aberto, então qualquer outra entidade pode reutilizar esse código, para prestar serviços similares, poupando dinheiro, trabalho e tempo, uma vez que não é preciso estar a desenvolver novo código: reutiliza-se o que já existe!

Para além disto, é possível a qualquer pessoa ver o código desse software para verificar que o software não está a fazer nada que não deva fazer: que não está a enviar informação sobre o que têm no vosso computador para quem não deve enviar, que não tem backdoors, que possam servir de entrada a um ataque, etc.

Assim, a Free Software Foundation Europe (FSFe) criou uma carta aberta, a ser enviada aos representantes Europeus, para pedir a criação de legislação, que determine que o software financiado com dinheiro público e desenvolvido para o sector público tenha de ser disponibilizado com uma licença de software livre e de código aberto.

A carta já foi assinada por 80 organizações (incluindo as Portuguesas Associação Ensino Livre, a Associação Nacional para o Software Livre e a Associação D3 – Defesa dos Direitos Digitais). Assinem e enviem para os vossos contactos!

A lista de assinaturas que permite comentários tem vários bastante interessantes, que mostram bem como os cidadãos consideram esta medida óbvia e até que já devia estar implementada. Vale a pena percorrer os comentários aqui.

Para explicar melhor o que está em causa, a FSFe criou um vídeo, que deixo aqui:

Presidente da @FSFE em Lisboa

Matthias Kirschner, presidente da Free Software Foundation Europe, vai estar no dia 28 de Março no ISCTE, em Lisboa, para dar uma palestra titulada “The long way to empower people to control technology”.

O evento, organizado pela ANSOL com o apoio do MOSS (the Open Source Master programme) e do ACM Student Chapter, decorre entre as 18h e as 20h, no Auditório JJ Laginha do ISCTE.

Mais info e mapa no site da ANSOL.

matthias-kirschner-present-keynote

Recursos Livres [Download]

Já podem fazer download do PDF com uma lista de links para recursos livres, no site da Associação Ensino Livre.
A lista compreende livros, filmes, aulas, música, tipografia, etc com licenças creative commons ou em domínio público, podendo ser usados livremente.