As humanidades como parte integrante da inovação tecnológica #startups #mobileapps

RijksStudio Award 2015

A tecnologia não é estranha às humanidades: basta pensarmos nos trabalhos do padre Busa com os cartões perfurados da IBM, nos anos 60, que marcam o início das humanidades computacionais (humanities computing), ou mais recentemente no desenvolvimento das humanidades digitais.
Mas esta relação entre a tecnologia e as humanidades sempre foi uma relação muito mais académica e, portanto, também muito mais escondida do público generalista.

No entanto, o exponencial desenvolvimento da tecnologia, quer ao nível do hardware, quer ao nível do software, requer a constante criação de conteúdos para alimentar os novos equipamentos. As humanidades, produtoras de conteúdos por excelência, estão numa posição vantajosa para se afirmarem como parte fundamental na evolução tecnológica.
O potencial de criação de conteúdos das áreas humanistas é reconhecido por escritores, que experimentam novas formas de publicação digitais, sendo ainda visível no enorme sucesso de produtos comerciais publicitados por serem de base histórica. Algumas instituições de património já perceberam este potencial, incentivando à criação de novas obras a partir de obras em domínio público e, mesmo na investigação académica, vemos para além da componente científica, a incorporação de rotas turísticas ou jogos de computador, que aproximam o público generalista.

É particularmente interessante que um evento sobre startups tecnológicas portuguesas tenha no seu programa pelo menos duas startups de base histórica: a Rewind Cities, com uma aplicação móvel, que permite experienciar o passado em Lisboa, a partir de realidade aumentada de imagens antigas da cidade, e a iClio, criada por historiadores, especializada na criação de conteúdos de património, história e cultura e com um dos mais inovadores guias turísticos.

Não é por acaso que o documento Europeana – The case for Funding [PDF] aponta como uma das razões mais importantes para o financiamento da biblioteca digital europeia, as oportunidades comerciais que gera.
To date, 770 businesses, entrepreneurs, educational and cultural organisations are exploring ways of including Europeana information in their offerings (websites, apps, games etc.) through our API. [pág. 2]
As humanidades são uma fonte inesgotável de conteúdos, conteúdos esses cada vez mais necessários para alimentar os novos media.

One thought on “As humanidades como parte integrante da inovação tecnológica #startups #mobileapps

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s