Optimus Boston: telemóvel com Android

Em Julho, adquiri um telemóvel Optimus Boston. Devo dizer que uso pouco o telemóvel: recebo e faço poucas chamadas, é raro enviar sms. Não é nada contra os telemóveis, simplesmente a maioria das minhas comunicações são feitas via web.

O ideal para mim seria, portanto, um telemóvel com Internet. No entanto, os planos de tarifários das operadoras são relativamente caros e os telemóveis com wi-fi, que minimizam esse custo também.

O Optimus Boston é um telemóvel barato dentro dos telemóveis com a função de wi-fi. Depois do Marcos comprar um e de experimentar o dele, decidi comprar um para mim.

Gostaria de chamar a atenção que as funcionalidades e apreciação do telemóvel que aqui faço é adaptada às minhas necessidades.

O primeiro aspecto positivo deste telemóvel é o ecrã: suficientemente grande para ver páginas web (e escrever principalmente, uma vez que o teclado é virtual), mas com um tamanho aceitável para telemóvel.

O sistema é rápido a responder e fácil de usar. O telemóvel traz um cartão de dois giga e como sistema operativo Android 1.6. Uma vantagem é o cabo do carregador estar ligado por USB, podendo destacar-se e usá-lo para carregar o telemóvel via computador.

Já não me lembro bem das aplicações que o telemóvel trazia por omissão, mas com o acesso ao Market do Android, aplicações não faltam. Experimentei várias apps para as funcionalidades que queria ter e estas foram as que ficaram como as favoritas. Para as instalarem basta procurarem no Market pelo nome. Os links direccionam para o website, quando existe, onde podem ver screenshots e features das aplicações.


Para ler ebooks. Foi o melhor leitor de ebooks que encontrei. É possível configurar o tipo de letra e o tipo de layout, bem como alternar entre um tema para ler à noite (sem luz) e de dia. A partir da página que estamos a ler é possível procurar palavras no Google, Dicionário ou Wikipedia. Tem obviamente a possibilidade de fazer bookmarks, clicar em links, mostrar o progresso da leitura, e é possível costumizar o modo de navegação.

Há vários modos de obter ebooks, por download gratuito (livros em domínio público, creative commons, etc – tem os livros do Cory Doctorow) ou comprando em algumas lojas pré-definidas, como por exemplo a O’Reilly.

Também é fácil importar ebooks que já tenham, bastando colocá-los na directoria ebooks/import do SD Card. Estes ficheiros precisam de estar no formato epub, formato esse fácil de obter de outros formatos a partir do Calibre, por exemplo. Não suporta epubs com DRM, o que, tendo em conta que não pretendo pagar para alugar livros, acaba por ser uma feature para mim🙂 .

  • AndReader

Uso, no Firefox, um plugin chamado Read It Later, que serve simplesmente para marcar páginas web que acho interessantes, mas que não posso ler no momento em que as encontro. Para além de as marcar (algo para o qual bastaria o bookmarks), posso ainda sincronizá-las com uma conta online (da própria aplicação) e escolher as quero poder ver mesmo que não tenha Internet.

Assim, uma das primeiras aplicações que procurei para o Android foi precisamente uma que sincronizasse com a minha conta de Read It Later.

Devo dizer que a própria Read It Later tem uma aplicação oficial, mas cuja versão gratuita está limitada a 99 entradas. O AndReader sincroniza também com outras aplicações como o Instapaper.

  • Delicious

Esta aplicação serve para que ao consultar uma página no browser eu possa ter a opção, no menu “share page”, de enviar o link para a minha conta no Delicious. Clicando no ícone, somos redireccionados para o site do Delicious.

  • Gdocs

Para visualizar e editar documentos (offline também) e sincronizar com os documentos no Google.

  • Gtasks

Para gerir tarefas. Posso criar e editar tarefas offline, que quando ligar o telemóvel à wireless ele sincroniza.

  • LangLearner English idioms

Permite procurar palavras em inglês que fazem parte de expressões que não  têm o mesmo significado quando traduzidas à letra.

  • Mobilepdfviewer

Para ver pdfs mesmo offline. Just in case, porque o pdf não costuma ser um formato muito amigável dos ecrãs pequenos…

  • Newspapers

Para ler jornais (inclui a BBC) do Reino Unido, EUA, Canadá e França.

Leitor de feeds que sincroniza com o GReader. Para além de ser possível fazer share no GReader, é ainda possível partilhar uma entrada a partir de outros serviços como Twitter, Delicious, WordPress, ReadItLater e um dos meus favoritos GTasks, podendo criar uma tarefa associada à entrada do GReader.

  • Notebook

É uma simples app para tomar notas e talvez a única aplicação que instalei por causa do aspecto elegante. Irresistível.

  • Tune In

A melhor aplicação para ouvir rádio de sempre. Podem procurar estações de rádio por Local, tipo, localização, linguagem ou podcast. E podem fazer bookmark das vossas favoritas. Nestas tenho alguns canais da BBC. Neste caso, o melhor de tudo é que vos mostra o programa completo do dia seguinte e se esse programa incluir programas já passados podem ouvi-los (não todos, mas quase sempre o último, pelo menos). Podem ainda colocar um alarme para ouvir determinado programa a determinada hora.

Uma aplicação que permite salvar páginas web no browser do telemóvel para o Read it Later.

Este é o melhor cliente de Twitter dos que experimentei. Daquele tipo que me faria usar mais o Twitter se existisse uma versão Desktop para GNU/Linux. Tem demasiadas opções para serem aqui descritas. Quando se carrega em cima de uma mensagem aparece uma espécie de pop-up com várias opções: Reply; Reply All (ou seja a todos os utilizadores mencionados no Tweet); todos os links em separado; retweet; Retweet com comentário, etc.

  • Comics

Foi a única app de comics que encontrei com a maior parte dos que sigo: Mutts; MegaTokyo; XKCD, mas tem muitos mais do que estes. O PhD Comics (Piled Higher & Deeper), aquele que sigo mais regularmente vejo-o numa app à parte: PhD Comic Viewer.

  • FxCamera


Uma app que permite tirar fotografias com alguns efeitos. Gosto particularmente do efeito polaroid.

Uma mindmapping app🙂

  • Priberam

Para quem não conhece, que pode dar jeito

Para escrever aqui🙂

  • Wikidroid

Para aceder à Wikipedia.

  • Tomdroid

Esta é a única app que não está no market. Fui ao site, fiz o download e instalei. Basicamente sincroniza as notas do Tomboy com o Ubuntu One. Na altura só dava mesmo para ver as notas (não era possível editar). Entretanto como deixei de usar Ubuntu, acabei por usar menos o Ubuntu One, mas deixei a app no telemóvel porque as notas ainda me dão jeito🙂

Jogos

Tenho dois jogos que gosto bastante. Um deles é o Tangram:

E o outro, o Word Search:

Neste podem escolher listas de palavras por tema ou se pretendem melhorar o vosso vocabulário em inglês ou se pretendem fazer exame podem escolher entre o IELTS ou o TOEFL Vocabulary entre outros.

Widgets

Uso a Widget do GTasks (que me permite ver as tarefas no desktop do telemóvel) e o Smooth Calendar, que me permite ver os eventos marcados no GCalendar.

:: :: ::

Para além destas apps, utilizo o GMail, o GCalendar, o GTalk, o browser, que já estavam instaladas por omissão e outras mais corriqueiras, como a câmara, o alarme, etc.

O melhor deste sistema é que posso sempre partilhar conteúdos para outras aplicações. Assim, posso enviar, por exemplo, uma entrada do Newsrob para o GTasks, Twitter, Blog etc.

Existem outras apps que tenho instaladas, mas que ainda não decidi se valem mesmo a pena (apps para audiobooks e catalogação de livros, principalmente) e de entre estas duas que têm grandes probabilidades de se juntarem à lista que elaborei:

SpringPad

A app para Android da web app, que permite guardar (ou partilhar) diversos tipos de informação.

Slide IT Keyboard

O keyboard do Boston é muito, muito bom a prever o que escrevemos, mas acabei por experimentar a demo do SlideIT e fiquei bastante impressionada com duas features: é que para além de podermos escrever fazendo tap, podemos escrever palavras deslizando o dedo pelo teclado virtual e ainda temos outra opção, chamada garffiti, que permite desenhar as letras. A demo é limitada no tempo e esta é talvez uma app que eu consideraria comprar.

PROBLEMAS

E chegou a altura de vos falar dos problemas do Boston (que na verdade podem não ser problemas do Boston).

Um dos problemas comuns a este tipo de telemóveis e do qual vejo muitas pessoas a queixarem-se é a duração da bateria, mas a verdade é que a utilização da internet, via 3G ou Wireless, consome bastante bateria.

Não uso 3G e ligo a Wireless apenas quando pretendo usar a internet e a bateria dura alguns dias. Já o Marcos, que tem uma utilização mais intensiva, tem de carregar o telemóvel todos os dias.

Isto não é necessariamente mau, ao contrário das queixas que vejo, porque comparando a minha utilização com a do Marcos verifiquei que ele se habituou a deixar o telemóvel a carregar durante a noite, hábito que não adquiri por a minha bateria durar alguns dias. Isto faz com que eu carregue o telemóvel apenas quando preciso dele e verifico que não tem bateria ou que já tem o aviso para o ligar à corrente, o que como compreendem não é uma boa altura… ou então sou eu que sou muito distraída…

Para quem tem acesso a um computador durante o dia também não é problemático porque como já referi basta ligar o Boston a uma porta USB para ele carregar. Já agora, a bateria deste telemóvel carrega muito rápido.

Por isso não considero a bateria como um problema, mas o Boston tem de facto um problema, que segundo pesquisas que fiz é possível que seja resolvido um upgrade para um Android mais recente. Daí eu considerar que não é propriamente um problema do Boston, mas do sistema operativo e que espero seja apenas temporário.

E o problema é a ausência de autofocus. Não para as fotos (estou contente com a câmara, afinal se qiser boas fotos uso a máquina), mas para os códigos de barras.

Sim, leram bem, para os códigos de barras. Para quem tem alguns milhares de livros e continua a adquiri-los, mal posso esperar para apontar o telemóvel para o código de barras e colocar o livro directamente no LibraryThing😀 :

Conclusão:

Tendo em conta que só vejo um problema na utilização que faço do Boston, e que espero seja temporário, posso dizer que estou bastante satisfeita e recomendo vivamente, principalmente tendo em conta a relação qualidade/preço.

7 thoughts on “Optimus Boston: telemóvel com Android

  1. Nunopxto says:

    Gostaria de saber, se souber fazer, como personalizar (colocar nome e morada) no Optimus Boston. Obrigado.

    Like

  2. luis says:

    olá boa tarde, podia-me dizer como configurar a câmara do meu boston? é que não está a tirar com boa qualidade! obrigado

    Like

  3. Quando liga a câmara no Boston, se carregar no menu (ícone no lado esquerdo imediatamente acima do botão verde) e clicar em settings pode escolher a qualidade entre normal, fine ou super fine (entre outras opções).

    Eu estou contente com a câmara do meu Boston. Claro que é sempre uma câmara de telemóvel acessível economicamente e portanto não espero a qualidade de uma máquina fotográfica ou de um telemóvel topo de gama.
    No entanto, costumo até publicar as fotos que tiro, a que pode ver neste post:
    https://paulasimoesblog.wordpress.com/2011/04/16/this-is-life/
    foi tirada com o Boston.

    Também tem várias apps que pode instalar e que tiram fotos e até que colocam efeitos, como o picplz, littlephoto, o fxcamera ou o camera360. Grande parte delas usam a câmara normal, acrescentando funcionalidades.

    Também pode estar a ocorrer que haja algum problema com a sua câmara em particular. Talvez vendo a foto que indiquei no link acima possa comparar (foi tirada com a opção super-fine)

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s