Estará Estocolmo demasiado longe?

Editado: eu sei, eu sei, ando muito preguiçosa com os links. Deixo-vos o link para o Remixtures, que é precisamente a excepção em que eu estava a pensar quando escrevi este post. Não vale a pena linkar para um post em particular porque se querem acompanhar o julgamento em português, o Remixtures é o melhor blog para o fazerem🙂

Já agora aproveitem para ver os outros posts relacionados com a indústria discográfica, para perceberem o que está em jogo.

Editado: Links para o assunto:

O Torrentfreak tem vários posts por cada dia do julgamento

No Guardian

Hashtag no twitter com o julgamento a ser trduzido pata inglês em tempo real

No Times

No The Pirate Bay

Funny: The King Kong Defense in Wikipedia

Isto afigura-se-me estranho. Reparem: o Guardian dá a notícia, a BBC dá a notícia, o New York Times dá a notícia, o IHT dá a notícia, o Times dá a notícia. Chama-lhe o julgamento da década nesta matéria.

Em Portugal, os chamados jornais de referência calam-se. Excepto numa ou outra revista especializada não vi referências a esta notícia.

Dá um programa na televisão portuguesa, arranja-se uma hashtag no twitter, gera-se uma discussão. Fazem-se conferências no twitter e fala-se em caso de estudo. Alguém coloca um comentário ofensivo no twitter e um jornal de referência gasta recursos para obter a informação que toda a gente já sabia. Um político cria uma conta no twitter e toda a gente fala da inovação.

Está a ser difundido pela primeira vez pelo twitter o julgamento “da década” nesta matéria e os media calam-se. Mais, os bloggers, os twitters, etc, também não falam, salvo uma ou outra excepção. Lembram-se da rádio? O jornal explica, a televisão mostra e a rádio chega primeiro?

Hey, as pessoas em todo o mundo podem acompanhar um julgamento, em tempo real! Hey, um dos réus escreve no twitter directamente do banco dos réus!

Será que as pessoas têm medo de ao falarem sobre o julgamento do The Pirate Bay podem ser connotadas com “piratas”?

Será que em termos de tecnologia isto não é assim tão novo? É normal os julgamentos serem difundidos (perguntas e respostas) via twitter ou qualquer outra tecnologia em tempo real?

Esqueçamos a tecnologia, será que o tema não é actual, nem pertinente e por isso não tem interesse jornalístico?

Será que eu ando a ler os jornais errados? Ou mudaram os critérios de noticia?

Será que Estocolmo está demasiado longe?

13 thoughts on “Estará Estocolmo demasiado longe?

  1. Ryan says:

    “Os bloggers não falam, salvo uma ou outra excepção não se le sobre o julgamento”

    Curiosamente tenho visto muitos blogs a falar sobre o julgamento, quer em Portugal quer lá fora. Devemos ler blogs muito diferentes…

    Like

  2. Ryan: talvez, eu referia-me a bloggers e pessoas que usam o twitter em português. Noutros assuntos, a notícia ter-se-ía espalhado pela blogosfera e pelas redes sociais. Dada a dimensão do acontecimento, o número de blogs que eu vi falarem até agora do assunto (portugueses, lá fora há imensos) é muito reduzido. Mas eu também não leio TODOS os blogs portugueses🙂

    Daniela: o Metro na Suécia teve uma primeira página assim: http://bayimg.com/JaNgiaaBK🙂
    Acho que o que me choca mais é mesmo os chamados “jornais de referência” não terem pegado no assunto

    Like

  3. Ryan says:

    Paula: Ok, sendo assim concordo contigo. Acho é que a notícia do julgamento vai chegar um bocado atrasada à blogosfera nacional.

    Like

  4. Rui says:

    É verdade que não há qualquer referência ao acompanhamento via Twitter, mas o julgamento é noticiado, com um espaço considerável (topo da pagina 42), na edição de ontem do Diário de Notícias.

    Agora, sinceramente, chamar-lhe julgamento da década na é exagero?

    Like

  5. Rui, eu vejo os jornais apenas via internet, é verdade que não os estou sempre a ver, mas se esta notícia tivesse tido o destaque associado eu teria dado por ela.

    Olha, Rui, eu acho que não é exagero chamar-lhe julgamento da década nesta matéria. Estamos a falar de um assunto que tem levantado guerras insanas, que têm levado à criação de leis impensáveis (lembra-te da three strikes and you’re out)
    Estamos a falar de três jovens, donos do The Pirate Bay, o maior ou dos maiores sites de torrents, que foram levados a tribunal por “commercial copyright infringement” e foram levados a tribunal por empresas como Warner Bros, MGM, EMI, Colombia Pictures, 20th Century Fox, Sony BMG e Universal.
    Estas são das maiores se não mesmo as maiores empresas de media.

    Qualquer que seja a decisão do tribunal, as repercussões podem ser enormes. Se eles forem condenados estas empresas ganharão um poder enorme para pressionar governos e União Europeia para criarem leis cada vez mais restritivas dos teus direitos enquanto consumidor de media e, pior, leis invasoras da tua privacidade.
    Se eles ganharem, isso pode marcar a mudança de paradigma que muitas pessoas hoje já começam a delinear.
    As empresas de media estão em “crise” (é bocado estranho dizer crise quando na verdade elas apenas estão a ter lucros mais baixos) porque não estão a conseguir lidar com as novas formas de consumo de media pelas pessoas.

    E vários acontecimentos têm aumentado a importância deste julgamento, um partido norueguês já fez saber o seu apoio aos moços do Pirate Bay, no segundo dia, a acusação viu-se obrigada a retirar metade das queixas por não conseguir mostrar evidências, dos argumentos que normalmente as grandes majors invocam para se fazerem de vítimas.

    Like

  6. Eu da minha parte tenho tentado fazer o possível para fazer a cobertura do julgamento. Ontem desleixei-me. Vamos a ver se isso não ocorre hoje😉 Mas demonstra um bocado o espírito com que os media nacionais – ou antes os seus editores, directores e proprietários – olham para a liberdade de expressão e informação: uma coisa que não tem grande valor e que não lhes interessa defender.

    Like

  7. ovigia says:

    por cá o problema é o mesmo de sempre, factos e debates concretos, verdadeiros prós e contras e não prós e prós como são habituais, algo que necessite de investigação e conhecimentos faz alergia aos supostos jornalistas deste país.

    cumps,

    rjnunes

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s