Round 3: 42 convivas ou a resposta a tudo – We win

A data de 27 de Dezembro provocou um pequeno escândalo. Que não era possível organizar tudo em pouco mais de um mês, que as pessoas têm de ser convidadas com meses de antecedência, que mais isto e mais aquilo.

Se isto provocou uma pequena tempestade, quando os progenitores perceberam que quando dizíamos que queríamos um acontecimento simples queríamos mesmo dizer um acontecimento simples, o choque foi tão grande, que a reacção foi pequena🙂

Ao longo do tempo, os meus primos mais velhos foram casando e a todos eles ouvi dizer que queriam uma cerimónia simples. Acabei por perceber que aquilo a que as pessoas chamam de casamento simples é algo como convidar entre 100 a 200 pessoas, casamento religioso com roupa para usar um único dia, cujo preço é um escândalo, tarde e noite de todos e mais uns tipos de comida, música ao vivo, fotógrafos a levarem para cima de mil euros, 3000 horas de fotografias e para rematar uma lua-de-mel, num daqueles destinos de pesadelo cheios de sol e areia.

Ok, eu admito que eu seja um pouco estranha, de forma que  estou muito feliz por ter encontrado outra pessoa estranha como eu🙂

Tendo em conta o tempo que tínhamos, tanto eu como o Marcos decidimos fazer uma cerimónia simples, segundo a nossa própria definição: os número de convivas restringe-se aos pais, irmãos, amigos de infância, avós e do meu lado tios em primeiro grau. Isto dá precisamente 42 pessoas🙂

Obviamente que tanto eu como o Marcos gostaríamos de poder reunir, para além destas pessoas, o resto da família, primos, tios  (até os que estão no Brasil e na Suíça), os amigos (e há tantos e tão amigos), os colegas, etc

Mas isso não vai ser possível, dadas as circunstâncias. Se já sei que algumas pessoas compreendem isto (obrigada a elas), também já me fizeram saber que determinada ala da família não acha bem, ficando mesmo aborrecida.

A mim, pouco me importa, não poderia ser de outra forma. Este é daqueles momentos em que ficamos a saber quem nos percebe a nós.

4 thoughts on “Round 3: 42 convivas ou a resposta a tudo – We win

  1. Parabéns.
    Nele há aspectos meramente estruturais, como os que referes, e outros mais funcionais. Com o tempo aprenderás a dar a devida importância a ambos.

    Like

  2. Parabéns meninos, é mesmo assim, uma festa desse género é bem mais agradável para todos os participantes que aquelas de centenas! Sei-o bem de experiência própria no passado dia 13 de Março pelas 16h😉

    Bem, e agora já sabem qual é exactamente (para vós) a pergunta sobre a vida, o universo, enfim tudo (cuja resposta, nos ensinou Douglas Adams, é 42)!

    Abraços e beijinhos!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s