Alert Thingy in Linux

Bem, eu não morro propriamente de amores pela Adobe (basta ver a lata dos srs), mas soube que havia uma aplicação de desktop para o FriendFeed e que eu procurava há algum tempo.

(há uma aplicação para feeds offline, ainda terei de saber se o offline para eles é o mesmo offline do akregator – Editado: confirma-se, é o mesmo conceito de offline: vê-se o texto, mas se quisermos ver imagens temos de ter net😦 )

De modo que resolvi instalar, com a ajuda deste post. Mas houve diferenças. A mim bastou-me fazer o download

$> wget http://www.howardbaines.com/alertthingy/AlertThingy.air

e instalar via Adobe Air (não me pediu password de root).

Ainda terei de ver se vale mesmo a pena, mas por enquanto funciona direitinho. Haverá por aí alguma alternativa, sem ser da Adobe?

alertthingy

5 thoughts on “Alert Thingy in Linux

  1. Um pequeno detalhe que não ficou muito explicito no teu post.

    O Alert Thingy não é da adobe. É, como se lê no screenshot, feito por Howard Baines. Simplesmente corre por cima da plataforma Air.

    E até é uma boa plataforma para fazer aplicações crossbrowser usando as tecnologias que já existem para a web. O suporte para Linux ainda é alpha, mas pelo menos existe e até se estão a esforçar para que funcione tudo bem em todos os sistemas operativos.

    Por acaso numa aplicação que estou a desenvolver funciona melhor em Linux e Mac do que em Windows🙂

    Like

  2. toxikmind says:

    A feed do friendfeed no Liferea, com esta aplicação a mostrar um alerta sempre que há updates?
    Isto é apenas uma ideia não testada.

    Like

  3. Engraçado, andei a ver screenlets de rss para isso mesmo, mas acabei por desistir (os screenlets, widgets e que tais não funcionam muito bem aqui)
    É de facto uma hipótese. O melhor desta aplicação (Alert Thingy) é que permite interactividade, ou seja da mesma forma que contribuis no FriendFeed (browser) para a tua comunidade, podes fazê-lo sem abrir o browser ou ir ao site.
    Suponho que ainda é muito novo, devem começar agora a aparecer apps do género (espero que haja muita gente que saiba programar para linux que goste muito do friendefeed😀 )
    Danka pela dica.

    Alcides, obrigada pela clarificação, de facto não está muito explícito. Não sei se é uma boa plataforma, não me agrada o crescimento de soluções proprietárias, por essa web fora.
    Felizmente não se trata de nada obrigatório, tipo dá jeito, é engraçado, mas não é imprescíndivel😀

    Like

  4. Paula, o Twhirl, na sua versão 0.7.9 já suporta adicionares a tua conta do Friendfeed.

    Deve estar para breve o lançamento. Já agora, o Twhirl permite adicionar igualmente a tua conta de Kaiku e Pownce. COmo foi adquirido pelo Loic LeMeur/Seesmic, creio que com o tempo a integração com outros serviços será ainda maior.

    Quanto a gostares ou não da Adobe, o que te posso dizer é que comparando com outras empresas da mesma ou maior dimensão, a Adobe é um anjinho. Tem uma enorme ligação com as usas comunidades, tens bloggers e evangelistas que realmente escutam os utilizadores (john nack, mike downey) e contribuí bastante para a comunidade open-source (Flex 3 , Tamarin).

    Like

  5. Ah obrigada, hei-de ver. Eu já sabia que havia uma coisa chamada twhirl, mas pensava que era para twiter e como apesar de ter conta não achei piada aquilo nem pensei em ver se dava para o friendfeed.

    Quanto à Adobe, eu admito que sim, que possas ter razão. As coisas nunca são a preto e branco e uma empresa que faz uma asneira também pode fazer uma coisa fixe.
    De qualquer forma, não simpatizo, mas por auqilo que conheço: a Adobe agarrou em livros que estão domínio público, muitos retirados do projecto Gutenberg que, repara, foram digitados por pessoas que o fizeram sem serem pagas para a partilha com a comunidade, e não só usou-os para vender os seus produtos (o que pode fazer), mas, e aqui está a gravidade da situação, colocou-lhes uma lincença que restringe os direitos de acesso àqueles livros.

    Mas isto é meramente uma opinião pessoal e quando critico uma empresa critico por razões específicas. E depois sou muito rezingona: não acho que uma má acção possa ser desculpada por outras boas, quando essa má acção pode ser corrigida e não o é.

    Neste caso, fico ainda mais aborrecida porque adoro livros, gostaria que os preços baixassem, que houvesse bastantes livros livres, para as pessoas poderem ler e ver uma coisa destas põe-me doente :-S, sorry.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s