Hoje é um triste dia para a conservação e acessibilidade de documentos

Hoje é um dia triste. A International Standards Organization (ISO) vai anunciar a aprovação do Microsoft OOXML.

Não se compreende como é possível que seja aprovado o resultado de um processo cheio de falhas.

Como pode a ISO aprovar o MSOOXML, tendo em conta que:

Eu poderia continuar a dar exemplos de irregularidades neste processo. Há demasiados exemplos, em centenas de sites, quer de pessoas que estiveram dentro do processo, quer de organismos isentos como a União Europeia.

Se um processo de votos, contém irregularidades, esse processo deve ser anulado. Não se compreende como é possível que havendo suspeitas a este nível a ISO aprove o MSOOXML como um standard. Não se percebe.

Hoje, com a aprovação do MSOOXML e a análise de todo o processo, ficamos a saber que a Microsoft não tem pejo de ir ao limite dos limites e há quem a deixe.

Em certas comunicações por email, eu costumava enviar os documentos em vários formatos (odt, doc e pdf) para cobrir as possibilidades de abertura imediata dos documentos pelos destinatários.

A partir de hoje, formatos da Microsoft não entram, nem saem mais desta casa.

3 thoughts on “Hoje é um triste dia para a conservação e acessibilidade de documentos

  1. Felizmente .doc .pdf .whatever é cada vez menos relevante.

    Mesma coisa que andar à bulha por formatos de discos físicos, HD-DVD e BD, formatos de ficheiros teem cada vez menos relevância thanks to web apps.

    Like

  2. formatos de ficheiros teem cada vez menos relevância thanks to web apps

    E essas web apps guardam os documentos em que formato? Agora sim, ter standards abertos para documentos é de importância crucial.

    Like

  3. Concordo quase contigo, na óptica do utilizador (nem toda a gente tem ainda um acesso constante à web). Mas a questão aqui vai mais longe. Passei por um estudo há pouco tempo (hei-de ver se o consigo encontrar novamente) que afirmava que a existência de dois standards aumenta custos a Governos e Empresas.
    Além disso a duplicação de standards entra em conflito com as regras da Organização Mundial do Comércio.

    Depois há a questão, porque é que foi aprovado mais um standard que não vem acrescentar (pelo contrário) mais nada, quando já existia outro?

    Eu quase aposto que daqui a uns tempos a Microsoft vai pegar neste argumento para matar de vez o ODF.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s