“Má sorte ter nascido neste país”

Finalizava, hoje, o João Gobern no seu programa Pano para Mangas, na Antena 1. Para ouvir aqui, quando estiver disponível.

E eu concordo, e nem preciso de ler todo o documento sobre os Indicadores Sociais em Portugal, em 2006, publicado esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística. Basta ler só este parágrafo:

Numa análise da evolução do Índice de Preços no
Consumidor, entre os anos de 2000 e 2006 observa-
se que os maiores crescimentos de preços se
verificaram nos bens e serviços de Educação
(44,8%)
, Bebidas alcoólicas e Tabaco (34,0%) e
Transportes (32,7%). Os bens e serviços de
Comunicações sofreram um decréscimo de 4,8%.

Em seis anos, o que mais aumentou em Portugal, e com um valor aterrador de 44,8%, foram os bens e serviços de Educação!
Como é possível que em pleno séc XXI, um país tenha em seis anos um aumento deste valor na Educação? Como é possível que o aumento de bens e serviços de Educação seja superior ao de Bebidas alcoólicas e Tabaco?

Assim se prova a Educação só para alguns, os ricos. Ah, raio de sorte nos havia de ter calhado!

2 thoughts on ““Má sorte ter nascido neste país”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s